Pulo do Lobo

domingo, dezembro 11, 2005

O cónego

Não nego que Francisco Louçã é um adversário difícil e sempre muito telegénico. Mas quem é que lhe escolhe a roupa quando vai à televisão? Na sexta, parecia um cónego.

12 Comments:

  • At 6:48 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Palpita-me seriamente que é ele mesmo. Imagine-se.

    Luis Rainha

     
  • At 7:04 da tarde, Anonymous George said…

    Esse epíteto parece mais do João Gonçalves do que seu.
    Agora escrevem a 4 mãos, como o Laginha e o Burmester?

     
  • At 7:47 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    sem duvida, sem duvida

    heheheh


    DS

     
  • At 8:49 da tarde, Blogger Boris said…

    Já o Dr. Cavaco, é o árbitro das elegâncias...o chamado manequim de Booliqueime.
    Até onde vai o ridículo.

     
  • At 10:30 da tarde, Anonymous The Studio said…

    Pode parecer uma indumentária estranha, mas de facto corresponde aquilo que se esperaria. Os intelectuais e pseudo-intelectuais de esquerda não usam gravata. Não tenho dúvidas que o ar de fumador de charros com que Louçã se apresentou no debate foi aplaudido pelos eleitores do BE. Claro que o carro da alta burguesia em que Louçã se fez transportar já não seria tão aplaudido, mas esse não está visível durante o debate.

    PS: Os comentários precisam de ser aprovados pelo autor do blog????

     
  • At 11:26 da manhã, Blogger ZP said…

    ele parece sempre um cónego.

     
  • At 2:24 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    São estes comentários que eu não entendo... vindos de ti! Que importa a roupa???

     
  • At 2:26 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    São esses comentários que eu não entendo... vindos de ti! Que importa a roupa?

     
  • At 1:41 da manhã, Anonymous Sofia Marques Guedes said…

    Sr. Lomba,
    Será que também dança Lambada?

     
  • At 1:42 da manhã, Anonymous ANTI-LOUÇA said…

    pa se ser poeta tem que se andar mal vestido (com a excepção honrosa do w. stevens e do maugham)... para ser padreco tem que se andar vestido ridiculamente

     
  • At 2:54 da tarde, Anonymous Free Lancer said…

    Ainda não percebi lá muito bem qual é a importância que pode ter o facto de Louçã ou outrocandidato qualquer vestir bem ou vestir mal?
    Naturalmente que,que a "relação custo/benefício" parafraseando a expressão tão querida de Cavaco, terá que ser muito cuidadosamente ponderada, e dentro dos cânones exigidoas pela U.E, no que diz espeito à maneira como veste ou deve vestir.
    De facto no dia da apresentação da sua candidatura mais parecia um manequim da Rua dos Fanqueiros, embora a gravata vermelho vivo e monocolor acentuasse um toque exageradamente garrido para o evento.
    Os "opinion makers" realçaram com justeza que a elegância da sua indumentária condizia com a parcimónia também elegante das suas ideias.
    Mas à medida que os dias foram passando o candidato foi alterando sucessivamente o tom agressivo inicial da côr da sua gravata, para finalmente no último debate com Jerónimo Sousa se apresentar com uma gravata em tons de azul claro.
    Este pormenor da gravata parece mas não é de todo dispiciendo, e tenho a convicção de que a sua entourage o terá aconselhado a plagiar o seu principal opositor Mário Soares que se tem apresentado com gravatas dessa côr.
    Isto tem a ver com o carácter e a personalidade das pessoas e se o azul claro se identifica mais com a personalidade aberta, calorosa e solta de Mário Soares, parece não combinar lá muito bem com a personalidade mais distante, hirta e pouco à vontade de Cavaco Silva.
    Daí a minha chamada de atenção para o staff de Cavaco, pois devem avaliar bem se dentro dos parâmetros da moda,qual será o impacto que estas mudanças de estratégia no côr das gravatas terá na opinião pública, e se terá mais "custo" que "benefício".
    Claro que poderão questionar : Mas afinal o que interessa nos candidatos são as suas ideias ou a maneira como se vestem?
    Pela preocupação que PP denota pela maneira como se veste Louçã, não acham que as ideias não são para aqui chamadas?!!...
    Além disso Louçã tem ideias, goste-se ou não das mesmas, mas tem um grave defeito não usa gravatas.
    Cavaco tem bons fatos, faltando-lhe apenas usar as gravatas mais adequadas, para preencher uma grande lacuna: a falta de ideias.

     
  • At 1:49 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Um dia mais tarde será lembrado como São Francisco (Anacleto) Louçã, venerado lá nas masmorras do Bloco....

     

Enviar um comentário

<< Home