Pulo do Lobo

sexta-feira, dezembro 09, 2005

Neo-conservadores

Há uma vasta conspiração direitista na comissão política do dr. Soares. Ainda ontem, na SIC-N, Ivan Nunes voltou a explicar-nos, muito prestimosamente, as vantagens de termos um Presidente que já lá esteve, com toda a «experiência acumulada» nos dez anos de mandato. Longe de mim prosseguir inclinações moralizantes ou purgas típicas de Comité Central, mas não me parece nem socialista nem republicano debitar prodigiosas doses de conservadorismo com o objectivo único de alimentar ambições políticas de um candidato que se diz, precisamente, socialista e republicano. Com o andar da carruagem arriscamo-nos a ver, em cartazes de campanha, estrídulas reproduções do célebre brocardo conservador «prefer the familiar to the unknown, prefer the tried to the untried». Assinado: Michael Oakeshott. Perdão: Mário Soares.
Razão tinha o PCP: do Manuel Alegre para a direita é tudo fascista.

3 Comments:

  • At 10:09 da tarde, Anonymous cris said…

    sempre é melhor do que uma fraude

     
  • At 11:08 da tarde, Blogger hidden persuader said…

    Michael Oakeshott também dizia "What today is known as liberal is anyone's guess" --- a crise identitária parece ser profunda e parece afectar alguns «votantes» e apoiantes que circulam à volta da órbita da candidatura Cavaquista. Parece-me,claro!

     
  • At 9:42 da manhã, Blogger Olindo Iglesias said…

    Ainda vamos ouvir o Ivan lamentar a saída do Dr. Oliveira Salazar. Afinal ele sempre lá esteve, e esteve muito tempo. Por inferência lógica, seria concerteza muito melhor que o dr. Soares.

     

Enviar um comentário

<< Home