Pulo do Lobo

sexta-feira, dezembro 09, 2005

Alvalade, Logo à Noitinha

Hoje, na TVI, Cavaco Silva debate com Francisco Louçã, Miguel Sousa Tavares e Constança Cunha e Sá. À mesma hora o Sporting debate os 3 pontos com o Estrela da Amadora. Ainda bem que hoje a escolha é fácil. Lá estarei, em Alvalade. O Estrela da Amadora é muito mais relevante do que a tripla da TVI.

9 Comments:

  • At 3:31 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    E qual é o objectivo deste post??

     
  • At 3:47 da tarde, Blogger LT said…

    Caro jcd,

    Lá estaremos os dois... para mim também a escolha é muito fácil... Mesmo com Cavaco Silva como alternativa...

     
  • At 4:27 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Penso que trio ficaria melhor...

     
  • At 7:17 da tarde, Blogger el__sniper said…

    Cavaco Silva debate com Francisco Louçã, Miguel Sousa Tavares e Constança Cunha e Sá.

    Desculpe, como disse?

    Se não soubesse do que se tratava diria que o primeiro iria debater com os outros três, género prós e contras mas faltavam dois convidados ao primeiro lado e depois ver Miguel Sousa Tavares e Constança Cunha e Sá do mesmo lado de Francisco Louçã era estranho.

    O que realmente queria dizer era:

    Hoje, na TVI, debate entre Cavaco Silva e Francisco Louçã moderado por Miguel Sousa Tavares e Constança Cunha e Sá.

    Era isto que queria dizer?

     
  • At 11:48 da tarde, Anonymous beastrolabio said…

    Apesar de não perceber o sentido deste post, é notário que a sua escolha foi mal feita.

     
  • At 12:38 da manhã, Anonymous Campeão said…

    devia ter ficado em casa a ver o debate... é que pelo menos a estrela da noite era outra

     
  • At 12:57 da tarde, Anonymous Sempre Lampião said…

    Meu Caro JCD
    Tinha toda a razão quando disse " O Estrela da Amadora é muito mais relevante do que a tripla da TVI".
    De facto foi muito mais interessanye este debate que custou 3 pontos ao Sporting do que o pseudo-debate da TVI, que aliás como todos os restantes não passou de um "side by side", entrevista a dois candidatos feita por dois jornalistas, também eles colocados "side by side".
    Debates só podem existir realmente se os candidatos ficarem colocados frente a frente, e puderem interpelar directamente os seus adversários sobre as questões introduzidas pelo ou pelos moderadores, mas sem espartilhos rígidos de perguntas e respostas previamente escolhidas.
    O que temos assistido é a entrevistas paralelas, sem chama e tão monocórdicas que induzem à sonolência, pelo que neste caso concreto foi mais aliciante fazer o Zaping para o jogo de Alvalade, que francamente ganhou em audiência pela minha parte sem dúvida.

     
  • At 2:39 da manhã, Anonymous André Militão said…

    "Debates só podem existir realmente se os candidatos ficarem colocados frente a frente, e puderem interpelar directamente os seus adversários sobre as questões introduzidas pelo ou pelos moderadores, mas sem espartilhos rígidos de perguntas e respostas previamente escolhidas.
    O que temos assistido é a entrevistas paralelas, sem chama e tão monocórdicas que induzem à sonolência, pelo que neste caso concreto foi mais aliciante fazer o Zaping para o jogo de Alvalade, que francamente ganhou em audiência pela minha parte sem dúvida."

    Pois... Eu cá ia jurar que o Louçã interpelou o Cavaco mais do que uma vez. Ah! E tentou constantemente replicar aos seus argumentos. Pelo que me parece ter sido um excelente debate, pelo menos de um dos lados.

    MAS! O que é estranho, é que para os meninos do Pulo do Lobo tenha parecido um mau debate justamente por isso, ao passo que o debate com Alegre foi um excelente debate porque, e passo a citar João Gonçalves:
    "Não se comportaram como se concorressem a uma mera disputa de feira popular. Por mais que alguns gostassem, estas eleições presidenciais não têm "dramaticidade" nenhuma. E quem mais tentar transformá-las num pífio ringue de boxe, entre a "esquerda e a direita", ou entre "o diabo e os anjos", mais perde."

     
  • At 11:54 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    E pumba, o Sporting levou na tromba, o que é sempre relevante.

     

Enviar um comentário

<< Home