Pulo do Lobo

quarta-feira, dezembro 28, 2005

O Complexo de Caim

Terá Freud escrito alguma vez sobre o complexo do irmão mais novo? Deixo a dúvida ao Filipe Nunes Vicente. Se alguém quiser aprofundar a coisa, sugiro um nome: complexo de Caim. Ao contrário dos Édipos e Electras do costume, este vem da tradição bíblica e não da mitologia clássica. (Oxalá o João Macdonald não aproveite o deslize para me chamar bibliocrata.)
Nas presidenciais, o complexo de Caim afecta por igual os dois candidatos socialistas. Só não sei quem é quem. Alegre chegou primeiro, mas Soares, como Abel, ganhou o afecto do pai Sócrates. Nos últimos tempos, porém, Alegre tem feito de Abel, queixando-se do "medo" e das ameaças do irmão.
As sondagens complicam a exegese: as da bíblia Expresso dizem que Caim é Soares, as da bíblia Diário de Notícias dizem que é Alegre. Crentes e não crentes, todos esperamos o apocalipse de 22 de Janeiro para conhecer o fim da história. Embora desconfiemos que nenhum deles chegará a Belém. Belém é no Novo Testamento.

10 Comments:

  • At 7:55 da tarde, Blogger Tiago said…

    O autor desta comparação com as personagens bíblicas Abel e Caim teve como autor, pelo que sei, Manel João Vieira.

     
  • At 9:09 da tarde, Blogger Tonibler said…

    Alegre é benfiquista de longa data e encartado. Soares é um lagarto envergonhado com medo de assumir. Parece-me claro que o purgatório está destinado ao segundo e a glória ao primeiro!

     
  • At 11:54 da tarde, Anonymous Free Lancer said…

    Óh Pedro Picoito, os seus últimos posts são tão confusos de ideias e tão enviesados em termos de argumentação que conseguem rivalizar com a proverbial"indigência franciscana"dos posts do seu "compagnon de route" Paulo Tunhas.
    Como o Tunhas últimamente se tem remetido ao silêncio, seguindo a preceito a estratégia do "Silêncio" do vosso candidato Cavaco, o Pedro corre sérios riscos de lhe acontecer o mesmo que tem acontecido ao Professor, isto é , quando fala, (no seu caso quando escreve), ou entra mosca ou sai asneira.
    Aliás o Pedro tem uma grande vantagem sobre Cavaco, é que depois das eleições ninguém lhe vai cobrar nada pelas asneiras que diz, ou pelas citações muitas vezes erradas que faz.
    Pelo contrário, Cavaco que se diz homem de palavra, não pode dizer hoje uma coisa e amanhã o seu contrário, sob pena de lhe vir a ser cobrada essa falta de coerência que informa o carácter e a personalidade não condizentes com aquilo que apregoa.
    Como podemos confiar os destinos do país a uma pessoa sem carácter e personalidade duvidosa, que não assume com frontalidade nem convicção aquilo que afirma, e dá o dito por não dito só para não se expôr às críticas legítimas em democracia, mas que ele na sua mesquinhez, ditada por um evidente défice de formação cívica e democrática, chama de "ataques pessoais".
    Parafraseando o emérito escritor e poeta vilacondense José Régio, sobre Cavaco Silva posso dizer :
    " Não sei por onde vou, nem sei para onde vou... Sei que não vou por aí....!

     
  • At 5:14 da manhã, Blogger PedroSilveira said…

    Não existem apocalipses pessoais... ;P

     
  • At 1:56 da tarde, Blogger Pedro Picoito said…

    Free Lancer, chame o que quiser aos meus posts, mas não me compare ao Cavaco e ao Paulo Tunhas. Eles não merecem isso. E que "citações erradas" é que eu fiz?

     
  • At 2:40 da tarde, Anonymous Free Lancer said…

    Meu caro Pedro Picoito
    Não fique ofendido com os meus comentários, que nunca pretendem ser "ataques ad hominem", mas que podem reflectir tão sòmente pontos de vista naturalmente diferentes dos seus,de acordo com o registo ideológico que cada um pode exprimir, no pleno exercício dos seus direitos de cidadania.
    Quanto a citações erradas, a que me ocorre lembrar mais recentemente refere-se à citação pelos vistos "colada com cuspo" de Guterres sobre o não pagamento por parte de Roma aos assasinos dos seus generais.
    Mas isto são apenas pequenos "fait divers" sem importância alguma.
    Eu até nutro uma certa simpatia pela sua "combatividade" e voluntarismo, que eu considero salutar em democracia, desde que sempre no estrito cumprimento das regras da sã convivência e do respeito pelas ideias dos outros.
    E já agora se me permite, uma pequena confidência, é que temos pelo menos uma coisa em comum, que embora não sendo no plano da política, deve ter em Portugal uma importância tâo grande ou até maior
    : ambos gostamos de futebol e do Benfica.
    Saudações democráticas e Bom Ano Novo de 2006.

     
  • At 4:41 da tarde, Blogger FNV said…

    Aceito o desafio, com gosto, no Mar Salgado.

     
  • At 2:34 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Very nice site! » » »

     
  • At 2:20 da tarde, Anonymous Anónimo said…

  • At 9:52 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Very cool design! Useful information. Go on! film editing schools

     

Enviar um comentário

<< Home