Pulo do Lobo

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Embora, seja, uma, pena, que, não, estabeleça, um, rácio, mínimo, entre, palavras, e, vírgulas, na, mesma, f,r,a,s,,,,,,,e.

"Devo, contudo, sublinhar, desde já, que, apesar de vários sinais de mal-estar, que importa não ignorar, o regime, saído da Constituição de Abril, não está esgotado."

Frase extraída do Ponto 3 do Manifesto Eleitoral do Doutor Mário Soares, elaborado a 25 de Outubro de 2005, no Hotel Ritz, local onde há cinco anos bebi uma bica por 540 escudos.

25 Comments:

  • At 12:33 da tarde, Blogger Clara said…

    Sou professora de Português e lamento informá-lo que a pontuação da frase escrita no Manifesto de Soares está correctíssima. Você perdeu uma boa ocasião de estar calado. Se quiser, eu explico-lhe (como se você fosse muito burro) porque razão a pontuação está perfeita.

     
  • At 2:21 da tarde, Blogger LT said…

    maradona no seu melhor... :)

     
  • At 2:50 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Adorei esta belo momento da mais fina ironia cortante...

    Vamos lá a ver se nos entendemos. Conforme a constituição os poderes do presidente são o que são, limitados ou não, é essa a realidade.
    O poder executivo do presidente, de acordo com a constituição é nulo.
    Logo todo e qualquer discurso que um candidato possa faver nunca irá sair das banalidades, frases feitas, e diagnósticos practicamente consensuais entre todos.
    Ontem quando Mário Soares foi interpelado acerca da sua posição sobre a OTA e o TGV, o que disse? Nada.Refugiou-se num "não conheço os dossiers..." E por aí fora.
    A próropria definição da demagogia, pura crua e ao vivo, em directo, melhor(pior), é impossível!!!

     
  • At 2:55 da tarde, Anonymous André Carvalho said…

    Caro Jorge Madeira,

    Neste, ponto, Soares, até, é, coerente, pois, também, fala, aos, soluços. Engasga-se, muito. ;)

     
  • At 4:57 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    A Clara que escreve acima deve ser como a minha antiga prof. de português: cabelo curto, grandes caracois, oculos xxl, saia travada e, de tanta gramática naquela cabeça, não cabe um pingo sequer de ironia!...

    ai ai...pobre português...

    Já a minha prof. de inglês era outra estória!! ;)

    DS

     
  • At 5:48 da tarde, Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro said…

    Cara professora de português:

    Se esta frase está "correctíssima" então mude-se a gramática. Porque pode ser a mais "correctíssima" das frases, mas é muito feia, coitadinha. Que tal «Devo contudo sublinhar, desde já, que apesar de vários sinais de mal-estar que importa não ignorar, o regime saído da Constituição de Abril não está esgotado.» Digo eu.

    Ah (vírgula) visto que no seu blogue (O Adjectivo) apelida a "gentinha do pulo do lobo" como "politicamente analfabeta" (vírgula) deduzo (vírgula) se me permite (vírgula) as suas simpatias políticas (ponto) Posto isto (vírgula) a senhora não pode apreciar lá muito aquelas frases todas incorrectíssimas do nosso Nobel (vírgula) pois não?

     
  • At 6:10 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Ó Clarinha, 'porque razão'? A sôtora devia mudar de ramo...

     
  • At 6:52 da tarde, Anonymous António P. Castro said…

    Ó Clara, V. é professora de Português?
    E escreve "porque razão"?
    Não sabe que deveria ter escrito "por que razão"?
    É graças à Clara e a outros "professores" como ela que o ensino em Portugal está como está...

     
  • At 6:54 da tarde, Anonymous António P. Castro said…

    E também não é "lamento informá-lo que", mas "lamento informá-lo de que"...
    Chiça!!!

     
  • At 7:55 da tarde, Blogger Rogério da Costa Pereira said…

    Ninguém disse que a pontuação estava incorrecta, se bem percebi. A questão é outra. Muito do que está entre vírgulas está lá a mais.

     
  • At 7:57 da tarde, Anonymous Joyce said…

    Tb não me vejo onde é que estão as asneiras em termos de pontuação.
    Mas como eu voto Soares, vc não me leva a sério.
    Tira as teimas junto do seu correligionário JG...Ele até é amigo de poetas e romancistas: experimentais e clássicos!

     
  • At 8:20 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    ó clara, com professoras como tu logo se vê por que é que o ensino em portugal está como está.
    minha grandesíssima professorinha quintaleira... a ver se lês literatura sem ser mia couto

     
  • At 8:33 da tarde, Anonymous jorge coelhone said…

    Só leu o saramago, vocês hadem ver.

     
  • At 8:56 da tarde, Blogger Miguel said…

    És o maior!

     
  • At 8:56 da tarde, Blogger Miguel said…

    És o maior!

     
  • At 11:31 da tarde, Blogger psac74 said…

    Meu caro Lourenço Ataíde Cardoso,

    Não há dúvida que deve ser um verdadeiro artista da palavra. Pena é que não conheça as orações, caso contrário não apresentaria a sua sugestão de pontuação.
    Digo-lhe, caso queira deixar de fazer figuras ridículas, que a vírgula colocada antes da locução, neste caso preposicional, "apesar de" está muito bem, uma vez que pretende transmitir uma ideia de oposição (Inseriu-se, na frase, uma ideia "secundária").

     
  • At 11:42 da tarde, Anonymous mourinho said…

    maradona, és grande. queres vir para o chelsea?

     
  • At 11:47 da tarde, Anonymous Joyce said…

    Jorge Madeira,

    de facto, os dois únicos comments verdadeiramente dignos do seu post, são os dos visitantes Clara e PSAC74.
    Sobre o meu não me pronuncio...

    Espero que este tipo de gracinhas não lhe tragam dissabores redobrados.
    Joyce

     
  • At 5:08 da manhã, Blogger Salvador said…

    clarinha, preste atenção ao conteúdo de vez em quando... os seus alunos ainda hão-de ficar tão quadrados como você.

     
  • At 10:08 da manhã, Anonymous Sérgio said…

    Peço desculpa por o importunar novamente, senhor Jorge Madeira, mas sabe dizer-me se anda alguém a contabilizar o número de comentários por pulodolobista? Quer-me parecer que o senhor Jorge Madeira vai destacadamente á frente e, enfim, acho que era de bom tom o devido destaque dessa informação. Um grande bem-haja, para si e para os seus.

     
  • At 11:40 da manhã, Blogger Lourenço Ataíde Cordeiro said…

    Caro psac74,

    Pronto, pronto, eu deixo de fazer figuras ridículas. Vou enfiar a carapuça e nunca mais me atreverei a opinar sobre assuntos que não domino, como a gramática, professoras de português, e assim. Mas reconheça-me ao menos o direito ao nome. Um grande bem haja.

     
  • At 1:26 da tarde, Anonymous Margarida F, said…

    A Maria Filomena Mónica faz isso em todo o seu livro e ninguém diz nada. E aposto que é mais lido que o manifesto do Mário Soares.

     
  • At 9:31 da tarde, Blogger zazie said…

    ahhahaha o maradona no seu melhor

     
  • At 1:06 da tarde, Blogger striker said…

    Mantendo a frase original, o correcto seria escrever:

    "Devo, contudo, sublinhar, desde já, que, apesar de vários sinais de mal-estar que importa não ignorar, o regime saído da Constituição de Abril não está esgotado."

    Ou seja, as últimas 3 vírgulas estavam a mais.

     
  • At 1:11 da tarde, Blogger striker said…

    Mantendo a frase original, o correcto seria escrever:

    "Devo, contudo, sublinhar, desde já, que, apesar de vários sinais de mal-estar que importa não ignorar, o regime saído da Constituição de Abril não está esgotado."

    Ou seja, as últimas 3 vírgulas estavam a mais...

     

Enviar um comentário

<< Home