Pulo do Lobo

terça-feira, dezembro 13, 2005

La Fontaine Séc. XXI

És um robot, acusou a cassete.

(com a devida vénia ao João Vacas)

6 Comments:

  • At 9:27 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Vejam na SIC. Está a dar um debate entre um secretário-geral do PCP e um Presidente da República.

     
  • At 10:32 da tarde, Anonymous João McGrave said…

    o problema do jerónimo é só esse: ainda não disse bye-bye ao lenine!

     
  • At 11:01 da tarde, Anonymous James Deannn said…

    já não vale a pena dizer mal da comunada.. toda a gente vê o imenso anacronismo que os separa da MODERNIDADE!

    Força Cavaco... não lhes dês Cavaco! hehehe

     
  • At 11:49 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    a modernidade para aqui é cavaco silva

    coitados

     
  • At 1:22 da manhã, Anonymous Gorgeous said…

    Ó Deannn vê lá se te estatelas no nó da Buraca!

     
  • At 1:31 da tarde, Blogger Sérgio said…

    A cegueira que por aí anda!
    Este espaço tão democrático que obriga a uma censura prévia por parte dos seus criadores, continua a primar pela defesa, de resto assumida, de um dos candidatos(ainda não presidente da república) com uma pose tremelicante (viram as mãos?) e perito na estratégia da fuga para a frente (por não falar de mais nada a não ser da ditadura económica). E os comentadores, como o Miguel Coutinho (ele não anda por aí, não? talvez com um pseudónimo?) definem-no como peixe na água, como virtual vencedor, como ser reinante, etc...
    Soberba a referência ao ambiente familiar e à sua Maria, que se ri imenso quando o acusam de não ter ideias e de não respeitar os direitos das mulheres. Ela ri-se, talvez, entre duas leituras dos "Lusíadas", livro de cabeceira da Sra. Cavaco Silva. Mas ri-se de quê? De não saber o que se passa por aí, dos milhares de mulheres que sofrem diariamente, das mulheres que são acusadas de praticar um "crime" absurdo e medieval, apenas porque são donas da sua consciência. Ri-se por o seu marido continuar sem assumir uma posição em relação a um referendo? Ri-se de quê?

     

Enviar um comentário

<< Home