Pulo do Lobo

sexta-feira, novembro 25, 2005

O Fim do PREC

Uma - para mim a melhor - das razões para votar Cavaco é que a sua vitória representa a verdadeira normalização democrática do regime. Em Portugal, a democracia tem sido tutelada pelos mais diversos tutores, todos com uma característica comum: a de se imaginarem donos da liberdade dos portugueses. Foi tutelada pela ameaça de uma ditadura do proletariado até ao dia 25 de Novembro de 1975, ameaça vencida pela coragem de Ramalho Eanes e de outros militares. Foi tutelada pelo Conselho da Revolução até à revisão constitucional de 1982, pela qual tanto se bateu Sá Carneiro. Foi tutelada pelo medo de um governo monopartidário, que só a primeira maioria absoluta de Cavaco viria a exorcizar. E foi tutelada até hoje pelo monopólio da virtude democrática que sempre reclamou para si uma certa esquerda, sobretudo à conta da má consciência de uma certa (ou errada) direita.
Basta ter um pouco de memória para recordar como essa esquerda agitou invariavelmente o espantalho do salazarismo quando pressentiu a derrota. Fê-lo contra Freitas do Amaral em 1986. Fê-lo para tentar impedir a segunda maioria absoluta de Cavaco. Fê-lo no congresso "Portugal, que Futuro?", pela boca de Gomes Mota. Fê-lo nas eleições para a Câmara Municipal de Lisboa que Santana Lopes ganhou.
Nós ou o fascismo: eis o mote do costume. Não surpreende que haja quem o use ainda, passadas três décadas sobre o 25 de Novembro. Mas os portugueses dispensam tutelas. Sabem o que devem a Soares e a Alegre. Sabem o que não devem a Jerónimo de Sousa e a Louçã. E sabem o que querem para o futuro. Cavaco Silva na Presidência da República será a maioridade da democracia portuguesa. O fim do PREC, trinta anos depois. Já não era sem tempo.

30 Comments:

  • At 11:30 da manhã, Blogger DCP said…

    O que é que devemos a Mário Soares?
    Não será Mário Soares quem nos deve algo a nós?

     
  • At 12:08 da tarde, Blogger Mário Almeida said…

    Excelente.
    Não será ainda o fim completo - falta "limpar" a constituição - mas é sem dúvida um marco.

     
  • At 12:22 da tarde, Blogger Sininho said…

    Hoje, António Campos, comentando, na SIC Notícias a efeméride do 25 de Novembro, citou, comovido, Mário Soares e Vasco Lourenço - em Lisboa, e Pires Veloso - no Porto, como aqueles a quem devemos o viver, hoje, em democracia.
    Jaime Neves e o Regimento de comandos, bem como Ramalho Eanes e Tomé Pinto, varreram-se-lhe da memória...Será a isto que se chama "memória selectiva"?

     
  • At 12:34 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    A liberdade, meu caro DCP.

     
  • At 12:45 da tarde, Anonymous emarques said…

    Caro Pedro

    As "amarras da revolução" que refere no seu post têm, para mim também, o lado negativo que apresenta, mas, não o facismo, mas o conservadorismo de Cavaco também não traz o futuro risonho que tenta transmitir (na minha opinião, claro).

    Cumprimentos,
    EMarques

     
  • At 1:04 da tarde, Blogger JMA said…

    e a cavaco? o que devemos nós a cavaco? Ou como diria o bastista bastos: Cavaco, onde estavas tu no 25 de Novembro?

     
  • At 4:03 da tarde, Blogger rais said…

    Saibam os meus caros amigos que eu não acredito numa democracia efectivamente consolidada enquanto Manuel João Vieira não for, no mínimo, candidato.

     
  • At 4:22 da tarde, Blogger rais said…

    Já agora, falando a sério.

    Não me parece que Cavaco ande por esse Portugal a prometer um futuro risonho, directa ou indirectamente. Por seu lado, Soares defende sem pudor que só ele nos poderá proporcionar a concretização de tal quimera. Enquanto Cavaco finalmente se encontra na posição que já se esperava há muito, Soares veio demonstrar que, ao contrário do seu falecido arqui-inimigo, Cunhal, não soube remeter-se ao seu lugar de avozinho decrépito da Democracia em Portugal e descansar.

    Só mais uma coisinha: Se o futuro de Portugal dependesse dos que já cá andavam no 25 de Abril, estávamos mal... muito mal.

     
  • At 4:30 da tarde, Anonymous Generator said…

    A Cavaco devemos:
    -Escutas do SIS
    -Cargas policiais
    -Negócios com a Indonésia
    -Descomemoração do 25 de Abril
    -Negociatas do Dias Loureiro
    -Troca de votos por electrodomésticos em Gondomar
    -Ministro desastrosos (Braga de Macedo, Hernani Lopes e Miguel Cadilhe)
    -Casos de SIDA por incúria criminosa de Leonor Beleza, incúria branqueada por tribunais

    Temos, indubitavelmente, todos os motivos para desejar Cavaco Silva como Presidente da República Portuguesa...

    Abram os olhos!!!!!!!!!!!!

     
  • At 4:51 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Só me dá vontade de rir com estes líricos da direita acéfala, fundamentalista e estúpida!!!

     
  • At 7:35 da tarde, Blogger RuiRomano said…

    "Anonymous said...

    Só me dá vontade de rir com estes líricos da direita acéfala, fundamentalista e estúpida!!! "

    E fascistas, caro anónimo. Esqueceste de acrescentar fascistas. Afinal é isso que somos todos nós que consideramos sequer dizer a palavra "direita" sem cuspir para o lado. Lado direito claro.

     
  • At 8:02 da tarde, Blogger Pedro Picoito said…

    Caro E. Marques, aquilo a que chama o conservadorismo de Cavaco trouxe-nos dez anos de modernização. Tomara muitos auto-intitulados progressistas poder gabar-se do mesmo.
    Caro JMA, é isso o que devemos a Cavaco. E mais ficaremos a dever, se ele for eleito Presidente.
    Caro Generator, a Cavaco devemos muita coisa, mas não o H de Ernâni Lopes. Quanto ao resto, quem é que precisa de abrir os olhos?
    Anónimo Anonymous, chame-me à vontade de direitista, acéfalo, fundamentalista e estúpido (acho que não me esqueci de nada). Lírico é que não! Não sou desses!

     
  • At 10:54 da tarde, Blogger rais said…

    Gosto deste Pedro Picoito.

     
  • At 12:02 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Só uma perguntinha:
    Porque é que, sendo Cavaco Silva o Presidente, mário soares não vai poder dormir descansado?

     
  • At 12:06 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Talvez o que faça falta seja mesmo um novo PREC.
    Alias, todos os sinais vão nesse sentido. Só espero que não seja de sinal contrario, o que uma vitória de Cavaco proporcionaria...
    Esperemos que este povo não seja assim tão estupido e não vote ao lado de Salazar, Verissimo Serrão e outros próceres do fascismo reciclado ou não...

     
  • At 12:38 da manhã, Anonymous José Costa said…

    Se me permitem dar três respostas , sem recorrer aos insultos que fazem perder a razão a quem até a possa ter:
    1º- Ao Sr. DCP - Deve ser muito verde para não saber que a Mário Soares deve, uma grande quota -parte de toda a liberdade de que disfruta e que lhe permite até insultá-lo sem ter quaiquer consequências: Só pode saber o valor da liberdade quem já esteve privado dela antes do 25 de Abril e correu sérios riscos de a voltar a perder no PREC até ao 25 de Novembro. Eu estive presente no antigo Estádio das Antas uns tempos antes do 25 de Novembro numa grandiosa manifestação contra as forças radicais de esquerda comandadas pelo PCP e foi Mário Soares e o seu PS que encabeçaram essa manifestação depois de terem feito na Fonte Luminosa em Lisboa aquela que foi considerada a maior concentração registada no Portugal Democrático, e que marcou o início do declínio do governo de Vasco Gonçalves e que culminaria com o 25 de Novembro, pondo fim à tentativa de instauração de uma ditadura militar de esquerda apoiada pelo PCP.
    Isto´não é retórica de " meninos bem ", são factos históricos em que eu tive a oportunidade única de participar.
    O mínimo que se pode esperar de quem honestamente procura argumentos contra M. Soares, é que respeite a verdade dos factos e que respeite a figura que os protagonizou em nome da Liberdade e da Democracia em Portugal.
    2º.- Ao Sr. Mário Almeida - Com que então fazer uma " limpeza" da Constituição? O Sr. o que precisa realmente é de uma limpeza geral ao seu cérebro, porque tem as ide ias manifestamente infectadas com o vírus da falta de princípios democráticos e não se esqueça que por causa dessas tentações totalitárias uma revisão da Constituição só pode ser aprovada com 2/3 dos deputados. Por isso ganhe juízo e frequente lições de cidadania que só lhe enriqueciam o espírito.
    3º. Ao Sr. PP devo dizer que se considera que os 10 anos de Cavaquismo foram um período de modernização da sociedade, não compreendo que nessa altura não se tenham feito todas as reformas estruturais que só agora realmente estão a ser feitas na Educação, na Justiça, na Segurança Social, na Administração Pública, etc, numa altura em o governa teve duas maiorias absolutas, não existia Oposição, e foi o período em que o país mais fundos recebeu da União Europeia. Se me conseguir justicar ?.

     
  • At 12:46 da manhã, Anonymous Pedro said…

    A esquerda acrescenta um sem fim de pontos de exclamação e outros tantos insultos quando se esgotam os argumentos ...

     
  • At 11:15 da manhã, Blogger rais said…

    A ingratidão é uma coisa muito feia. Os fundos da UE que alguns perguntam onde Cavaco terá gasto estão enterrados em dezenas ou centenas de estradas, escolas. hospitais e outras infra-estruturas por esse país fora, algumas das quais o governo de Guterres orgulhosamente se encarregou de inaugurar durante anos como se o mérito fosse todo seu. Não nego que tenha havido desperdício. Mas também não se pode dizer que não tenha sido investimento.

    Não compreendo esta insistência em prestar as mais ridículas homenagens aos «homens da Revolução». A memória não se deve olvidar, concordo. Mas entre erigir estátuas a Salgueiro Maia e oferecer (de novo) a Presidência ao avôzinho Soares há uma grande diferença.

    A minha geração nasceu toda depois do 25 de Abril. Mas não temos a obrigação de agir como ignorantes e fazer coro com a conversa dos reaccionários ou dos liberalistas. Do meu ponto de vista, esta dita Democracia é uma grande falácia e ninguém me convence que tal facto se deve apenas à acção dos governos PSD. A minha palavra de ordem é: «Cavaquistas e Guterristas, todos para a vala comum».

     
  • At 11:18 da manhã, Blogger rais said…

    Esqueci-me dos Soaristas e dos Marxistas (ainda que entre estes poucas diferenças existam, na prática).

     
  • At 12:39 da tarde, Blogger Pedro Picoito said…

    Caro José Costa, talvez Cavaco pudesse ter feito mais. Todos podemos fazer mais. Mas o que fez já foi bastante. Dois pequenos exemplos: antes de Cavaco, a televisão estava inteiramente nas mãos do Estado e não se tinha concluído ainda a auto-estrada Lisboa-Porto. E se as reformas estruturais não se fizeram todas, devia perguntar ao então Presidente Dr. Soares se ele ajudou a Governo a fazê-las, como diz que agora vai ajudar, com o seu famoso "direito à indignação". E pergunte aos jornalistas, a começar pelo Portas, se ainda se lembram de como assassinaram a carreira política de Leonor Beleza quando ele tentava levar a cabo a reforma da saúde. Ou aos estudantes (eu fui um deles) que tentaram impedir a introdução de propinas. Porque Cavaco pode ter tentado mudar o país, mas uma coisa não conseguiu: mudar os portugueses.

     
  • At 2:58 da tarde, Anonymous José Costa said…

    Caro Pedro Picoito:
    Aceito que durante o consulado de Cavaco Silva que o país beneficiou de um desenvolvimento bastante razoável e como muito bem disse rasgaram-se auto-estradas, apareceram as televisões privadas, etc. etc.
    Todavia não se pode esquecer que Portugal que tem uma economia muito aberta ao exterior, beneficiou nessa altura de uma situação económica muito favorável, coincidindo com o maior fluxo jamais conseguido de fundos comunitários, a conjuntura económica internacional era expansionista, o preço do petróleo situava-se a níveis baixíssimos, cerca de 15 dólares/barril, e o governo usufruiu de duas miorias confortáveis, que lhe permitiram exercer a sua actividade sem qualquer oposição prática à prossecução dos seus programas e objectivos, facto inédito em Portugal depois do 25 de Abril.!
    Devo também confessar, porque pretendo ser justo, que achei bastante positivo o primeiro mandato como 1º.Ministro de Cavaco Silva,que aliás foi reconhecido pela generalidade dos portugueses que lhe reforçaram a confiança com uma segunda maioria.
    Penso que foi nessa segunda fase do seu consulado que as coisas começaram perigosamente a "empatar", parafraseando Miguel Cadilhe, que foi sem dúvida melhor Ministro das Finanças de Cavaco.
    Ele sabe do que fala e era bom que o prof. Cavaco não se refugiasse no seu habitual silêncio quando não quer ou não gosta de falar de temas incómodos, para que nós ficássemos a saber exactamente porque é que por exemplo a lei sobre Regionalização que tinha sido aprovada pela sua maioria no Parlamento e publicada no Diário da República, foi como cofessa na sua autobiogafia "empatada".
    É também muito curioso verificar que as tão apregoadas reformas estruturais que era suposto Cavaco ter efectuado durante esses 10 anos de maioria confortável, sem qualquer oposição e portanto com condições únicas para o fazer, afinal estão todas por fazer :na Educação, Saúde, Finanças, Segurança Social, Administração Pública, etc.
    Em relação à Administração Pública hove de facto uma tentativa de reforma ,a qual foi totalmente inviabilizada pela aprovação pelo governo de Cavaco Silva do famoso Estatuto Remuneratório da Função Pública, cuja aplicação sem ter em conta os critérios de desempenho e mérito como se faz em qualquer empresa, mas com promoções automáticas nas carreiras para todos os funcionários públicos, com regimes especiais para as diversas actividaddes, acabaram por dar origem ao tal "monstro" , cuja paternidade foi atribuída pelo ex-ministro Cadilhe a Cavaco Silva, mas que ele não quer perfilhar.
    De certa maneira até percebo bem porque Cavaco Silva diz que se fôr eleito Presidente quer ajudar o Governo de Sócrates,que em apenas 8 meses já fez mais reformas de fundo em todas as áreas que as duas maiorias de Cavaco Silva e as duas outras maiorias PSD/CDS-PP, chefiadas por Durão Barroso e Santana Lopes.
    Se fôr sincero e verdadeiro patriota, até acredito que queira colaborar, porque já foi 1º, Ministro, sabe das dficuldades de quem quer reformar, porque mexe com os interesses das pessoas e das corporações e sofre pressões dos sindicatos, mas que diabo, Cavaco esteve lá 10 anos e nessa altura a Espanha que entrou juntamente connosco para a União Europeia aproveitou os fluxos financeiros para fazer as reformas necessárias e aí está no topo dos países desenvolvidos da Europa e do Mundo ,e já tem várias linhas de TGV, enquanto que nós ainda andamos a discutir se é útil ou não esta importante ligação à rede europeia de transportes.
    Para finalizar, devo acrescentar que à semelhança do que diziam que se Sócrates obtivesse a maioria, não tinha desculpas para falhar, fazendo as reformas que se impunham, e que penso que está a ter a coragem de as fazer ( basta ouvir as reaçoes dos sindicatos e corporações), também Cavaco Silva se obtiver a maioria par ser eleito Presidente, não terá desculpas para falhar aquilo que promete, colaborando com o governo e dando cobertura à continuação das reformas em curso, por duas razões que me parecem importantes:
    lª- Para ser digno daquilo que diz ser -um homem de palavra ;
    2ª- Para se redimir da grande oportunidade perdida de durante o seu consulado não ter conseguido mudar o país.

     
  • At 3:41 da tarde, Anonymous Vitor Martins said…

    "Todavia não se pode esquecer que Portugal que tem uma economia muito aberta ao exterior, beneficiou nessa altura de uma situação económica muito favorável, coincidindo com o maior fluxo jamais conseguido de fundos comunitários"

    Isso não é verdade, o maior fluxo de fundos comunitários aconteceu no segundo quadro comunitário de apoio que coincidiu com o periodo de António Guterres.

     
  • At 4:24 da tarde, Anonymous José Costa said…

    Concedo ao Sr. Vítor Martins que possa ter razão na questão de saber que não foi quando Cavaco foi 1º.Ministro que houve mais fluxos financeiros, mas lá que entrou muito dinheiro nessa altura no nosso país , isso é um facto indesmentível e foi esta a impressão geral que ficou nas pessoas.
    Mas se no cômputo geral de tudo o que afirmo faz apenas essa correcção, que eu sem sequer confirmar, acredito seja ser verdadeira, verifico com satisfação que me dá razão em toda a restante argumentação,a qual
    sendo factualmente comprovável não suscita a quem estiver de boa fé, qualquer desmentido.

     
  • At 9:59 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    os xamados de esquerda qjuando do centro cultural de belem digo construcao quasi que comiam o cavaco.no entanto hoje quem frequenta omesmo? o lixo da esquerda.

     
  • At 1:20 da tarde, Blogger sabine said…

    Não me parece que Cavaco Silva venha normalizar seja o que for... que não esteja já normalizado! As ideias de V. Exas. andam um pouco toldadas... Eu diria que andeis cegos, pois só vejeis Cavacos à frente!

     
  • At 2:32 da tarde, Blogger RuiRomano said…

    "sabine said...

    Não me parece que Cavaco Silva venha normalizar seja o que for... que não esteja já normalizado! As ideias de V. Exas. andam um pouco toldadas... Eu diria que andeis cegos, pois só vejeis Cavacos à frente!"

    Cara Sabine, vejai por onde andeia!

     
  • At 12:47 da manhã, Blogger Pedro Picoito said…

    Caro José Costa, só os salazaristas pensavam que as reformas estruturais dependem de um único homem. Não me diga que concorda com eles...

     
  • At 3:19 da tarde, Anonymous Anónimo said…

  • At 12:46 da manhã, Anonymous Observador said…

    São todos muito "laterais" apenas o vosso lado está certo e o oposto errado, não se esqueçam que depois de colocar o ovo "em pé" todos o sabem fazer...
    Vejam os acontecimentos à medida que aconteceram.
    O que se sabia na altura do Dr Mário Soares (na altura já se deveria saber negociar...) e no 25 de Abril estava em Paris!...
    O que se deveria saber na altura do Dr Cavaco Silva, na altura o país só conhecia a "indústria" da construção... Não faço ideia de onde este estaria no 25 de Abril!
    E no tempo do "Dr" (há titulos que se ganham por votação de maioria) Eng António Guterres que ganhou eleições sem estar preparado e deu no que deu (prémio de cerca de 40 mil(ou milhões) de contos ao administrador da Expo98 pelo magnifico desempenho... se bem me lembro ficou com um buraco...)!
    Alguém a quem apoiei a decisão (sabe quem me conhece) temos um Dr Durão Barroso tendo sido a maioria contra a sua "troca", mas ninguém parece notar que agora a União Europeia até nem nos chateia...
    Para terminar um Eng Sócrates que está a ter a coragem política de mexer onde DEVE!
    (Creio ter sido imparcial na minha apreciação!)
    Meditem...

     
  • At 10:17 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! film editing schools

     

Enviar um comentário

<< Home