Pulo do Lobo

terça-feira, janeiro 17, 2006

S.O.S.

Mário Soares, num significativo lapso freudiano, contou que mandou um "S.O.S." para um ministro que estava na China (se isto não é desespero, não sei o que é desespero). Manuel Alegre, num intervalo da sua campanha anamnésica, comentou que se Soares queria ser porta-voz do governo era lá com ele.
As coisas no P.S. vão-se animar imenso nos próximos tempos.
Alexandre Dumas conta, na Reine Margot, como Carlos IX, dias depois da Saint-Barthélemy, organizou um passeio a cavalo, acompanhado da côrte quase inteira, à árvore onde se encontrava dependurado o cadáver putrefacto (e decapitado) de Coligny (a quem Carlos tinha dias antes proclamado a maior das amizades). O dissimulado Henrique de Navarra queixou-se do cheiro. Eh bien, je ne suis pas de ton avis, moi... le corps d'un ennemi mort sent toujours bon, respondeu-lhe o excelente Carlos.

1 Comments:

  • At 4:45 da tarde, Blogger ZP said…

    falta o link! onde está essa do "s.o.s."?

    ps - será que os operadores de telemóvel, sempre atentos às ncessidades especificas dos varios nichos de mercado, criaram um serviço novo de mensagens escritas para candidatos presidenciais em apuros?

     

Enviar um comentário

<< Home