Pulo do Lobo

segunda-feira, dezembro 12, 2005

Violência física

Deve-se mesmo dizer (como Cavaco prontamente disse) uma palavra sobre o insulto e o arremedo de agressão física a Soares em Barcelos. O insulto, obviamente, não conta, ou conta pouquíssimo. A agressão, ou a sua sugestão, conta. Foi insignificante? Foi, é claro, vista de fora - e a comparação com a Marinha Grande é do mais doido que há. Mas não o poderia ter sido nunca para quem estivesse no lugar de Soares. A violência física (mesmo insignificante) é distinta da violência verbal. Imaginemos que se passava com Cavaco.

10 Comments:

  • At 3:22 da tarde, Anonymous jacl said…

    porquê a comparação com a marinha grande é do mais doido que há? o post não diz isso mesmo, que uma agressão é uma agressão, grande ou pequena, não interessa? E, acrescento eu, o jeito que dava uma pequena encenação dar (outra vez) a vitória a Soares?

     
  • At 4:31 da tarde, Anonymous the observer said…

    Como é evidente, é de condenar qualquer comportamente incivilizado na campanha eleitoral. O Sr. Soares também não ficou bem na fotografia, porque chamar atrasado mental a um idoso, e ainda por cima ex-combatente, também é falta de civismo. Imagine-se se Cavaco Silva reagisse assim a um insulto na rua...

    Quanto às acusações do ex-combatente a Soares, peço desculpa, mas subscrevo-as inteiramente. Quem conhecer minimamente o passado de Soares sabe que isto é verdade. Às vezes só o povo diz as verdades, e quem anda à chuva molha-se...

    Agora, não contem comigo para empolgar este episódio, porque isso é o que Sr. Soares e a sua "entourage" querem. Next.

     
  • At 5:56 da tarde, Anonymous Joyce said…

    Mas que bela charada a deste post. Parece uma redondilha maior.

     
  • At 7:24 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Ora aí está!!! A chamada Comunicação Social, anda com o Cavaco Silva ao colo.
    Se assim não é, porque razão as TV´s não exibem, até à exaustão, as cenas desse "filme de agressão fisica"?

     
  • At 8:46 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Isto é espantoso!!!
    Encenação?!! Até o MRS, uma criaturinha maquiavélica "à la lusitana", já anda a insinuar isso:
    Há um outro que acha o Soares (81 anos...), esse malandro, muito mauzinho por ter insultado um idoso, de boina da tropa e ex-combatente da guerra colonial que, mesmo que tenha sido mobilizado em 62, não pode ser mais velho que o "jovem" Soares.
    Está rudo doido...

     
  • At 9:51 da tarde, Blogger André Carvalho said…

    Antes de se dirigir a Barcelos onde foi alvo de evidentes insultos e de uma agressão física, Mário Soares passou por Amares, onde, Jorge Coelho, no seu estilo habitual, fez um "discurso" [mistura de gritos com berros] onde espumou imensamente contra Cavaco Silva. Seria interessante que alguém informasse Jorge Coelho que quando se utiliza um microfone não é preciso berrar. Foi precisamente para isso que foram inventados.

    Mais tarde, após o lamentável incidente de Barcelos, Mário Soares declarou aos jornalistas que não iria apresentar queixa contra o seu agressor porque era alguém que aparentava ser um «atrasado mental». Mais uma vez, e apesar da cena ser triste e completamente reprovável, não me parece uma observação digna de um ex-presidente e actual candidato presidencial.

    O homem que o agrediu verbalmente e fisicamente parecia estar bastante alterado, mas não me pareceu de forma alguma um «atrasado mental». Se realmente era um deficiente mental, Mário Soares deveria ter tido o cuidado de mandar alguém da sua comitiva tratar de pedir ajuda para tentar acalmar o homem, e a sua comitiva, não o deveriam ter brindado com o coro de impropérios que todos ouvimos na televisão.

    Não acredito que este lamentavel incidente possa ser visto como uma reprise dos já célebres incidentes da Marinha Grande de outros tempos, mas a tipologia de discurso que Mário Soares e os seus súbditos andam a utilizar nesta campanha, servem, no mínimo, como rastilho para este tipo de situações.

    Na minha opinião, Mário Soares não saiu nada dignificado deste infeliz incidente, por culpa própria.

    Hoje Soares pareceu considerar a hipótese de processar o referido homem. Sinceramente, não acredito nada nessa possibilidade.

     
  • At 11:55 da tarde, Blogger lusitânea said…

    O estranho é que coisa foi demorada, deu tempo para tudo com o "agressor" em posição muito fotogénica... um belo "boneco".Toda a gente se lembra da história do rapaz e do lobo... se de facto foi "agressão" foi uma coisa mínima em qualquer caso condenável mas se o homem for identificado e se saber bem todas as circunstâncias porque inocentes não podemos ser...

     
  • At 11:12 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Parece que afinal o Dr. Soares não será magnânimo para com o "atrasado mental" que o insultou e agrediu: «Fez-me acusações muito graves e tenho possivelmente que o accionar judicialmente. Prezo a minha honorabilidade pessoal.»

    Depois de processar o "atrasado mental" que lhe chamou ladrão, talvez a partir de 23 de Janeiro o Dr. Soares arranje tempo para accionar também o seu ex-colaborador próximo que publicou um livro a chamar-lhe uma série de outras coisas. Certamente que a tão louvada vitalidade do ainda candidato lhe permitirá ir a tribunal de peito aberto em defesa da sua "honorabilidade pessoal"...

     
  • At 1:08 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Nada disso está em causa. O que está em causa é a infâmia da insinuação de que houve encenação.
    É nojemto.

     
  • At 3:21 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Este blogue de se não fosse tão tristemente ridiculo quase dava vontade de rir!...Enfim!

     

Enviar um comentário

<< Home