Pulo do Lobo

sexta-feira, dezembro 02, 2005

O choque. O horror.

Soares elogiou ontem a política regulamentadora da prostituição vigente na ditadura. Não discuto. Mas é pena constatar que, afinal, Soares é só mais-ou-menos o Anti-Salazar.

6 Comments:

  • At 3:47 da tarde, Blogger Tiago Mendes said…

    Nao percebo o post, sobretudo o "Mas e' pena". Acho que se alguma coisa devia ser dita e' que, all in all, and if anything, e' uma posicao corajosa de Soares, defender algo que alguem que esta' tao longe do seu espectro defendeu.

     
  • At 4:55 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Mais ou menos... O simétrico de Salazar foi Álvaro Cunhal; como Soares 'andou na escola', algum vestígio deve ter ficado.
    Mas Soares tinha (tem, ululam os fiéis) mais 'jogo de cintura'.
    Só não percebo onde está o choque/horror. Na prostituição? Bah... Na regulamentação da dita?
    Uma coisa deve ter-se seguido à outra.
    Enquanto não estivermos no Céu, acho que a prostituição, ao mesmíssimo título que outras actividades remuneradas, deve ser regulamentada. O 'modelo liberal' vigente não me seduz...
    Vitor Correia

     
  • At 5:55 da tarde, Blogger ZP said…

    depois dos dislates dos ultimos dias (em especial o inefavel "ele ha privatizações a mais") pela primeira vez disse uma coisa acertada. mas enfim, com tantas intervenções o dr. soares incrementa as probabilidades.
    curioso que tenha sido preciso elogiar o salazar...
    não sei se é a questão mais importante com que o país se debate - com todo o respeito pelos profissionais do sector - mas a regulamentação da prostituição poderá ser uma importante medida sanitária (vide os números da sida).

     
  • At 8:07 da tarde, Anonymous Marquês dos Altos said…

    Para quem não sabe fica a saber: O Prof. Cavaco Silva foi, na sua infância, o quarto Pastorinho de Fátima.
    O famoso terceiro segredo de Fátima é precisamente esse: os Pastores eram quatro, mas a Senhora pediu para não contar nada a ninguém.
    Abençoadinho.

     
  • At 9:15 da tarde, Blogger Francisco Mendes da Silva said…

    Eu concordo, em princípio, com a legalização e regulamentação da prostituição. Por razões ideológicas e por razões de saúde pública que não vale agora a pena aqui dissecar. O post que escrevi serve apenas para, mais uma vez, evidenciar a hipocrisia e a desonestidade intelectual de quem tem por hábito chamar de fascista e salazarista a quem gosta de crucifixos nas paredes e contas públicas organizadas. Se fosse alguém de direita a defender publicamente a legalização da prostituição, lá viria o comentário do Dr. Soares: "Pois, é como o Salazar".

     
  • At 9:15 da tarde, Blogger Francisco Mendes da Silva said…

    Eu concordo, em princípio, com a legalização e regulamentação da prostituição. Por razões ideológicas e por razões de saúde pública que não vale agora a pena aqui dissecar. O post que escrevi serve apenas para, mais uma vez, evidenciar a hipocrisia e a desonestidade intelectual de quem tem por hábito chamar de fascista e salazarista a quem gosta de crucifixos nas paredes e contas públicas organizadas. Se fosse alguém de direita a defender publicamente a legalização da prostituição, lá viria o comentário do Dr. Soares: "Pois, é como o Salazar".

     

Enviar um comentário

<< Home