Pulo do Lobo

segunda-feira, novembro 21, 2005

Um homem com qualidades (I)

Num país em que as opiniões contra a corrente são sempre mal recebidas (é assim em todo o lado, mas em Portugal é pior por razões mais ou menos evidentes), sempre considerei muito importantes as opiniões de Vasco Pulido Valente. Quem lê Vasco Pulido Valente sabe que o que ele diz, ainda que possamos discordar, corresponde a uma visão que ele tem do nosso país e de algumas personagens que o habitam. É sem dúvida um homem com qualidades. Portugal precisa de si.

3 Comments:

  • At 7:59 da tarde, Anonymous André Militão said…

    Ó filho, o Vasco Pulido Valente estava melhor como o Cavaco - sem opiniões!

    Cada vez que abre a boca é para dizer mal, se é que me entendem. Parece que lhe enfiaram uma banana pelo cu acima e desde aí o Vasquinho passa o tempo todo zangado com o mundo.

    Como se costuma dizer na gíria, é cão que não conhece o dono, ou se quiserem, cão que ladra não morde.

    Quer dizer, este até morde, mas são mordeduras tão banais que não é preciso mais que um bocadinho de água oxigenada para sarar as feridas.

    Concluindo, o Vasco Pulido Valente é, assim, o caniche dos comentadores - chato e minúsculo.

    P.S. Olha que esta analogia dos cães resulta bem para os comentadores :=)

     
  • At 8:05 da tarde, Anonymous VascoGabriel said…

    O problema do VPV (para além da seu fel "estrutural") é o muitos eleitores: não há nada nestas eleições que entusiasme, a não ser um combate de pugilismo político entre boxeurs já fora de prazo (um mais do que o outro).

     
  • At 10:22 da manhã, Blogger Luís Aguiar-Conraria said…

    Ola vasco Gabriel. Estas bom?

     

Enviar um comentário

<< Home