Pulo do Lobo

domingo, novembro 20, 2005

Facilidades

É fácil, falando muito, fazer crer que os outros estão calados. É fácil, dizendo tudo o que nos vem à cabeça e mais alguma coisa, lançar a suspeita que os outros não têm ideias. É fácil, produzindo doses extraordinárias de ruído, sugerir que à volta só há silêncio. É fácil, banalizando o ataque pessoal, fazer com que pareça natural. Por outro lado, é igualmente fácil ver só desespero onde há também estratégia. E é fácil pensar que o cansaço acaba por vencer o cansativo, quando o cansativo só a nós nos cansa. É facílimo supor apenas racionalidade e bom-senso quando as pessoas não menos se acomodam, compreensivelmente, ao que se repete ad nauseam. E é mais fácil construir mitos do que destruí-los. Tenho visto televisão e lido o Público e o Diário de Notícias.

1 Comments:

  • At 4:35 da tarde, Anonymous canzoada said…

    «Foi uma página que voltei na minha vida, não penso voltar a exercer responsabilidades políticas.»
    Cavaco Silva, Lusa, 15 de Janeiro de 1996.

     

Enviar um comentário

<< Home